Voltamos! 2017 - Intervenção Urbana

Intervenção Urbana é uma manifestação artística, geralmente realizada em áreas centrais de grandes cidades. Consiste em uma interação com um objeto artístico previamente existente (um monumento por exemplo) ou com um espaço público, visando colocar em questão as percepções acerca do objeto artístico. São notadamente voltados para uma experiência estética que procura produzir novas maneiras de perceber o cenário urbano e criar relações afetivas com a cidade que não a da objetividade funcional que aplaca o dia-a-dia.

Foi proposto aos alunos do 2ºano FG que criassem um projeto de intervenção urbana para uma localidade - desenho fornecido em folha de papel.

Vamos ver alguns trabalhos?









Transformando o conceito "Cores primárias formam cores secundárias" em objetos tridimensionais

No 3° bimestre os alunos do 1° ano CN tiveram um desafio:


- a criação de um objeto tridimensional que representasse o conceito: "Cores primárias formam cores secundárias.

Vamos ver o resultado?





Patrimônio Cultural

Finalizando o mês de agosto com o 1º ao CN - Folclore

A FESTA DO BOI-BUMBÁ

O Festival Folclórico de Parintíns: um dos grandes marcos para a divulgação do Boi-Bumbá é uma grandiosa festa dos bois de Parintins, realizado na Cidade de Parintins, no Amazonas desde 1913, no mês de julho. Durante o Festival Folclórico de Parintins, a cidade é chamada de “ilha Tupinambarana” e os Bois Garantido e Caprichoso se apresentam no Bumbódromo.

PATRIMÔNIO CULTURAL DO BRASIL
Em reunião realizada em Brasília, o Conselho Consultivo do do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) aprovou o Complexo Cultural do Bumba Meu Boi do Maranhão como Patrimônio Cultural do Brasil.
Mas o que significa isso?
Significa que o Bumba meu Boi foi considerado elemento significativo da memória social de um povo ou uma nação.

Após conhecerem a lenda e um pouco sobre Patrimônio Cultural desenvolvemos um trabalho envolvendo o conceito de simetria e estilização. A referência foi o Boi Bumbá.
Olha aí um o resultado:


Cultura erudita e Cultura popular - Folclore - 2015

No mês de agosto nossos alunos realizaram trabalhos em torno do tema Folclore, comemorado no dia 22 de agosto.
Todos entraram em contato com este universo e perceberam que o folclore é o modo que um povo tem para compreender o mundo em que vive. Conhecendo o folclore de um país, podemos compreender o seu povo. E assim conhecemos, ao mesmo tempo, parte de sua História.
Viram também que o folclore brasileiro, um dos mais ricos do mundo, formou-se ao longo dos anos principalmente por índios, brancos e negros.
E assim os trabalhos foram sendo desenvolvidos.
Os alunos do 1° ano do curso normal entraram em contato com o universo da Literatura de Cordel e as Xilogravuras.
Todos receberam uma folha com desenhos que remetiam a cultura nordestina organizados de forma aleatória.
Os alunos deveriam formar uma composição com aqueles desenhos e produzir suas xilogravuras utilizando uma bandejinha de isopor, caneta, pincel e tinta guache.
Vamos ver como ficou?





Produções - Arte Postal - 2001FG/2015

Após conhecerem a Arte Postal e complementar o estudo com a apresentação de slides sobre o tema, os alunos da turma criaram seus prórpios postais com o objetivo de trocar mensagens com um colega de turma.
A entrega dos mesmos para seus respectivos destinatários será feita em sala, após apreciação da professora.
Vamos ver alguns exemplos?


Arte Contemporânea - Arte Postal - Turma 2001 FG/2015 - Material complementar postado no Facebook




Arte Contemporânea - Arte Postal - Turma 2001 FG/2015



A ARTE POSTAL iniciou-se com a "Correspondance Art School" de Ray Johnson, nos anos 50.

Esta forma de comunicação criativa teve origem na revolução científico - industrial que permitiu o funcionamento a nível universal dos serviços dos correios desde logo se assumindo como uma ruptura com a tradição artística que significaram os movimentos e escolas artísticas do início do século e do pós-guerra.

Dadaístas, futuristas e surrealistas como Schwitters e Duchamp aderiram à ARTE POSTAL para divulgar os seus pontos de vista e trocar mensagens criativas. Em meados dos anos 60, na América do Sul, desenvolveu-se uma intensa atividade criativa entre poetas e editoras. 

Esta forma de arte reveste um caráter anti-comercial e anti-consumista, um caráter personalizado que se opõe aos fenômenos de massas que as tecnologias introduziram na difusão de certas formas de expressão artística.

Colagem

É a composição feita a partir do uso de matérias de diversas texturas, ou não, superpostas ou colocadas lado a lado, na criação de um motivo ou imagem. Foi utilizada por Picasso e Georges Braque, entre outros. Ela é uma técnica não muito antiga, criativa e bem divertida, que tem por procedimento juntar numa mesma superfície outras imagens de origens diferentes.
A colagem já era conhecida antes do Século XX, mas era considerada uma brincadeira de crianças. O cubismo foi o primeiro movimento artístico a utilizar colagem. Os cubistas colavam pedaços de jornal ou impressos em suas pinturas.
Os primeiros artistas a utilizarem essa técnica foram Pablo Picasso e Georges Braque, por volta de 1912. Eles colavam diversos materiais em suas pinturas a óleo. Depois de algum tempo, vários deles começaram a misturar imagens impressas de todo o tipo, desde rótulos até gravuras. Max Ernst fazia criativas colagens a partir de ilustrações de jornais e revistas ou juntando coisas, inventando criaturas e ambientes estranhos.
 

Arte Contemporânea - Grafite - 9º ano/2015

Começando o 3º bimestre com a arte do Grafite, que é muito diferente de pichação.
Grafite é considerado uma arte e a pichação é considerada um crime ambiental, segundo o artigo 68 da Lei 9.605/89 da Constituição Federal.
Cada aluno recebeu um alfabeto onde teriam que montar seus nomes ou apelidos para depois colorir e transformá-los em um cenário grafitado.
Este alfabeto era opcional. Quem quisesse poderia utilizar suas habilidades e criar seu cenário grafitado.
Vamos ver alguns trabalhos?

Turma 901



Turma 902
 


Turma 903

Viradão da Arte Efêmera - Pontos extras para o 2º bimestre


 No final do mês de maio foi realizado o "Viradão da Arte Efêmera", cuja proposta foi a de criar arte efêmera com alimentos.
Durante um fim de semana os alunos deveriam elaborar e produzir sua arte efêmera com alimentos, fotografar e enviar para Professora Adriana Quintans.
Foi um trabalho extra classe e que valeria dois pontos extras para o 2º bimestre.
Vamos ver quem aproveitou a a chance?

Adrielle Ramos - 901 

Ana Karoline - 901

Aparecida Pinto -901

Juliana Benevides - 901

Joyce de Medeiros - 901

Luana Sousa - 901

Maíra Pizzo- 901

Yasmim Poliana - 902

Alessandra Metz - 903

Arte Contemporânea - 9º ano e 2º ano Ensino Médio


A vivência e experiências do fazer artístico e do desenvolvimento do olhar estético.
A proposta foi, a partir de um desenho pré-elaborado, continuar as linhas e formas, evidenciando as principais características da Arte Contemporânea.
Trabalhar a mesma proposta com ensino fundamental e médio foi interessante e valioso para observar a maturidade de cada turma e o olhar que cada faixa etária lança sobre um mesmo período da História da Arte, visto que cada ano teve uma abordagem diferente sobre o mesmo período.
Vamos ver alguns trabalhos?

Desenhos pré-elaborados:




Criações 9º ano:




Destaque para a aluna Ana Beatriz da turma 902, que mesmo faltando a aula e não adquirindo um dos desenhos pré-elaborados, não perdeu tempo e criou o seu próprio trabalho de Arte Contemporânea:



 Criações 2º ano: